Arte na idade moderna – Características e movimentos

A arte na idade moderna ocorreu no período compreendido entre os séculos XV e XVIII. Antes de mais nada, é importante destacar que esse estilo não deve ser confundido com a arte moderna, pois além de apresentarem características diferentes, esta surgiu no final do século XIX.

arte-na-idade-moderna
Obra: A Criação de Adão | Michelangelo | 1508-1515

Idade moderna

A idade moderna é marcada principalmente pelas expedições além-mar, período marcado por descobrimentos de novos territórios e culturas. Foi uma época bastante agitada na Europa, marcada pela reforma da igreja católica e pela ocorrência de inúmeras revoluções populares.

A idade moderna teve início no ano de 1453, quando os turcos tomaram a cidade de Constantinopla, e teve seu fim no ano de 1789 com o início da Revolução Francesa.

Renascimento Cultural

O Renascimento Cultural foi um movimento que influenciou muito a arte na idade moderna. Surgiu na Itália, ocorrendo entre os séculos XIV e XVI. As principais características desse movimento eram as manifestações artísticas que faziam alusão à nova visão da sociedade, marcada principalmente pela transição da idade média para a moderna.

Naquela época, a Itália era o maior centro comercial do mediterrâneo, contando com uma economia muito rica e em ascensão. A burguesia italiana passou a investir muito dinheiro em esculturas e pinturas, financiando os artistas do Renascimento, o que impulsionou fortemente a arte na idade moderna.

Influências do Renascimento na arte na idade moderna

Os artistas renascentistas, em sua esmagadora maioria, tinham total repulsa ao feudalismo e ideias da idade média, ao ponto de referirem-se ao período como “a idade das trevas”. Dessa forma, toda e qualquer referência ao período seria ignorada na arte na idade moderna.

arte-na-idade-moderna-renascimento
O Nascimento da Vênus – Sandro Botticelli

Com características baseadas nas artes clássicas da Europa, o renascentismo valorizava principalmente a cultura greco-romana, pois os artistas apreciavam sua técnica. O renascentismo também apresenta referências à natureza e ao universo, pois na época acreditava-se que aquele que lhes conhecessem e dominassem seus mistérios, adquiria poder sobre os mesmos.

Outra influência do renascentismo na arte na idade moderna é o antropocentrismo, caracterizado pela ideia de colocar o ser humano numa posição em que, através de sua inteligência, seja livre e capaz de realizar qualquer ação, representando a figura central do universo.

Principais estilos do período

A arte na idade moderna possui estilos bem específicos, que guardam certas diferenças entre si. Podemos dividi-los em:

  • O próprio Renascimento Cultural;
  • A arte Barroca (SAIBA MAIS);
  • O Rococó.

A arte barroca

A arte barroca surgiu na Itália por volta do século XVI. O barroco pode ser considerado uma extensão do movimento renascentista, pois compartilha com o mesmo a apreciação pela arte clássica da Europa.

Apresar de abordar os mesmos temas que a arte renascentista, a arte barroca difere da última principalmente por retratá-los de uma maneira mais dramática e rebuscada, com fortes características decorativas.

Escultura e pintura barroca

A escultura barroca apresenta características inconfundíveis na arte na idade moderna. Reconhecidas facilmente por suas figuras de formas exuberantes e expressões dramáticas, utilizam muito posições que lhes conferem movimento, como expressões teatrais e vestimentas esvoaçantes.

arte-na-idade-antiga-barroco
O Êxtase de Santa Teresa – Gian Lorenzo Bernini

Já a pintura na arte barroca é caracterizada principalmente pelos retratos realistas, apresentando disposições assimétricas e em alto contraste entre cores claras e escuras. Retrata desde figuras nobres a até pessoas da camada mais pobre da população, não fazendo distinção entre classes sociais, característica marcante do estilo da arte na idade moderna.

Assim como na escultura, os modelos aparecem em posições dramáticas e teatrais, sendo que a iluminação é centralizada no assunto principal da pintura.

O Rococó – arte na idade moderna

O rococó é um movimento de arte na idade moderna que surgiu em Paris por volta da década de 1720. Criado pelos aristocratas da época como um estilo antagônico ao barroco, o rococó caracteriza-se principalmente por sua temática religiosa e sofisticada.

Suas obras expressam linhas delicadas e elegantes, sendo que as figuras representadas não apresentam posições tão teatrais e expressivas como as que aparecem na arte barroca.

Esculturas no Rococó

Comparadas as esculturas provenientes da arte barroca, no rococó estas possuem características mais leves e limpas. Eram confeccionadas em tamanho menor, utilizando cores mais claras e leves.

No Brasil, o maior representante do estilo rococó no que se refere as esculturas é Aleijadinho, famosos por suas obras que podem ser visitadas e apreciadas no Santuário do Bom Jesus de Matosinhos (Congonhas-MG) e na Igreja de São Francisco de Assis (Ouro Preto-MG).

A pintura no Rococó

A pintura no Rococó apresenta características particulares e bem opostas às do barroco. A principal delas é o fato de que as pessoas representadas nas pinturas apresentavam expressões que transmitiam serenidade, sensualidade e leveza, como se a aristocracia da época vivesse uma vida calma e sem preocupações.

arte-na-idade-moderna-rococó
O Balanço – Jean-Honoré Fragonard

Outra característica que marcou esse estilo de arte na idade moderna é a utilização de cores claras e não muito contrastantes, de modo que a distribuição das mesmas resultasse em um trabalho um pouco mais leve.

Arquitetura e arte na idade moderna

A idade moderna representou uma verdadeira liberdade criativa aos artistas da época. Através de pesquisas, foram descobertos antigos tratados arquitetônicos provenientes de Roma, os quais serviram de influência para os arquitetos. Pode-se dizer que a partir de então novos conceitos foram criados, como elementos que mesclam o classicismo e o humanismo.

Tais características resultam em edificações que apresentam elementos que remetem a arquitetura clássica da arte na idade moderna, como cúpulas, um frontão bem destacado e grandes arcos.

Arquitetura na arte barroca

A arquitetura da arte barroca apresenta, assim como na pintura e escultura, elementos que evocam dinamismo e emoção. Além disso, utilizam soluções arquitetônicas que conferem gigantismo e imponência, como as grandes e robustas colunas.

arquitetura-barroca
Igreja São Francisco de Assis | Ouro Preto-MG

O uso da luz natural é bastante trabalhado, de forma que se formem sombras e contrastes previamente estudados no interior da edificação. As pinturas internas criavam efeitos visuais tridimensionais, mesclando os elementos construtivos com a própria pintura, altamente realista. Essa técnica é conhecida como trompe l’oeil.

No Brasil, podemos ver como um exemplo de arquitetura barroca a Igreja de São Francisco de Assis, projetada pelo artista Aleijadinho, sem dúvidas um dos maiores representantes nacionais da arte na idade moderna.