Arte Barroca – Origem, características e artistas

O sentimento de transitoriedade e as constantes transformações que fizeram parte do início do período moderno foi o cenário perfeito para que uma nova tendência artística surgisse: a arte barroca.

As grandes navegações, o descobrimento do Novo Mundo, o surgimento do protestantismo e o renascimento foram alguns dos canalizadores que fizeram com que o barroco desse seu primeiro passo.

barroco-arte
Arte barroca – Igreja austríaca

Dessa forma, as obras barrocas exerciam grande papel na tentativa da igreja católica em parar o avanço do protestantismo.

Assim, com o intuito de resgatar o prestigio da igreja católica, a arte barroca foi de início mais uma propaganda religiosa. Porém, transcendeu nas artes como um todo, na música, no teatro, na literatura, assim como ultrapassou fronteiras.

A origem da arte barroca

O barroco surgiu na Itália por volta dos séculos XVI e XVIII, quando a igreja católica sofria contra a reforma protestante. A partir de então, alguns artistas tiveram a ideia de utilizar a arte para disseminar a religião.

A obra “O juízo final”, pintada na Capela Sistina pelo artista Michelangelo, entre os anos 1536 e 1541, é literalmente o primeiro retrato desse novo estilo. A obra mostra dinamismo e vitalidade de maneira bem expressiva. São as primeiras impressões do estilo.

Disseminação pelo mundo

No entanto, o estilo se expandiu não só pela Europa, mas por vários outros continentes devido aos colonizadores. Dessa forma, perdeu a sua homogeneidade e foi absorvendo características de cada nação.

Mas, podemos dizer que a base da arte barroca é a dominância da emoção sobre a razão, oposta aos princípios da era renascentista que buscava o equilíbrio entre os dois princípios.

As características da arte barroca

Buscando resgatar a força da igreja católica, a arte barroca retrata em suas obras a história de santos e mártires católicos. Eram características frequentes em suas pinturas e esculturas.

Na arte barroca as formas e linhas já não eram tão valorizadas como antes em pinturas e esculturas. Agora, as cores e a justaposição de luz e sombras eram marcas registradas dessa escola.

Outras características marcantes do barroco foram:

  • A preocupação em tentar captar o movimento e a realidade em suas obras.
  • As pinturas estão quase sempre nas igrejas, nos tetos e nas paredes.
  • Principalmente no Brasil, na época do ciclo do ouro, as igrejas e esculturas eram caracterizadas pelo uso dele, com uma opulência marcante.

O barroco na Itália

O barroco italiano vigorou na Itália entre os séculos XVII e XVIII, como citado anteriormente. Foi em Roma que o estilo barroco teve seu início, se espalhando para os outros países da Europa logo depois.

barroco-pintura
A Ceia em Emaús (1601) – Caravaggio

Durante essa época existiam escolas de arte com o objetivo de ensinar aos novos artistas técnicas desenvolvidas no renascimento italiano, como o realismo que existiam nas esculturas e os complexos pontos de vista de seus desenhos e pinturas.

Porém, ele divergia do renascimento trazendo um enfoque maior na emoção, não na razão. Três artistas deixaram seu legado durante o período do barroco, eles eram Caravaggio, o escultor Bernini e o arquiteto Borromini.

A arte barroca na Espanha

A pintura barroca espanhola foi bastante influenciada pelo Caravagismo, estilo do pintor Caravaggio, com sua técnica de claro-escuro e o extremo realismo de suas obras. Logo após sofreu influencia do barroco flamenco, estilo marcante dos países baixos do sul.

Como acontecia na maioria da Europa, o barroco espanhol foi também instrumento da contrarreforma, com trabalhos majestosos em igrejas e algumas obras para capelas particulares com imagens de santos.

Vista-do-jardim-Villa-Medici
Pintura: Vista do Jardim da Villa Medici em Roma (1630) – Diego Velázquez

Temas profanos também foram desenvolvidos, além do gênero da natureza morta de Juan Sanchez Cótan. Tem como um de seus maiores nomes Diego Velázquez, um dos mais cultuados retratistas da Espanha. A maioria de suas obras pode ser vista e admirada no Museu do Prado, localizado em Madrid.

O barroco no Brasil

O barroco foi o estilo predominante durante o Brasil colonial, tendo aparecido no país no início do século XVII, trazido pelos missionários católicos que vinham em missões para catequizar os nativos.

A maior parte da produção da arte barroca brasileira está ligada a arte sacra, através de estátuas, pinturas e obras de talha para as igrejas e conventos. Era ornamental e dramático, com um pouco de retórica e grande pragmatismo.

Dessa forma, facilitava a absorção da doutrina católica e dos costumes tradicionais europeus pelo povo nativo, além de exercer sua função decorativa. Na literatura, teve seu marco inicial com o poema prosopopeia.

Artistas brasileiros

A arte barroca atingiu o seu apogeu com os escritos de Gregório de Matos, o boca do inferno, devido aos seus temas ligados ao profano, e com as pregações do padre Antonio Vieira.

barroco-no-brasil
Esculturas dos 12 profetas, retratando a prisão de Jesus, localizados no Santuário do bom Jesus do Matosinhos (Congonhas-MG) – Aleijadinho

Teve como maior nome nas artes plásticas Antonio Francisco Lisboa, mais conhecido como Aleijadinho, que teve toda sua obra realizada em Minas Gerais, principalmente na cidade de Ouro Preto. Suas maiores obras localizam-se na igreja de São Francisco de Assis de Ouro Preto e no Santuário do Bom Jesus do Matosinhos.